Blog do ControleNaNet

Soluções Online Para Seus Negócios

Modelo Prático de Fluxo de Caixa

Fluxo de caixa é um instrumento de gestão financeira, que projeta para períodos futuros todas as entradas e as saídas de recursos financeiros da empresa, indicando como será o saldo de caixa para o período projetado.
No caso das empresas de pequeno porte, a projeção do fluxo de caixa para um período de quatro a seis meses é tempo suficiente para a gestão do capital de giro. Ressaltamos que, quando falamos num período de quatro a seis meses, significa que, ao final de cada mês, projetam-se novamente os períodos seguintes, de modo que sempre teremos informações para um horizonte de quatro a seis meses.

É DIFÍCIL PREPARAR O FLUXO DE CAIXA?
Para as empresas que têm os controles financeiros bem organizados, a preparação do fluxo de caixa é fácil.
Entretanto, se a empresa ainda não tiver controles de forma organizada, é bastante provável que, nos três primeiros meses, o fluxo de caixa ainda não seja um documento confiável, porque algumas projeções ficarão ou superestimadas, ou subestimadas, alguns custos ou despesas não terão sido previstos. Se isso lhe acontecer, não fique frustado:
primeiro é preciso organizar-se para ter dados confiáveis.
As seguintes informações ou estimativas para o período de tempo definido (três, quatro ou seis meses) serão necessárias para a preparação do fluxo de caixa:

4.1 Previsão de vendas e os respectivos prazos de recebimentos.
4.2 Previsão das compras e os respectivos prazos de pagamento aos fornecedores.
4.3 Levantamento dos valores a receber dos clientes, das vendas já realizadas.
4.4 Levantamento dos compromissos a pagar aos fornecedores e pagamento de despesas operacionais mensais.
4.5. Levantamento das disponibilidades financeiras existentes.
Considerando que a Malharia Alfa tem as informações básicas, citadas anteriormente,então vamos preparar três planilhas para nos auxiliar nesta tarefa

Planilha para a projeção do Fluxo de Caixa

post118
Planilhas auxiliares: uma para projeção dos recebimentos das vendas a prazo
e outra para projeção de pagamentos aos fornecedores .

post119
De posse dessas planilhas e, admitindo que desejamos preparar um fluxo de caixa para os próximos quatro meses, vamos organizar os dados e transportá-los para as planilhas.

4.1 PREVISÃO DE VENDAS E OS RESPECTIVOS PRAZOS DE RECEBIMENTOS
Qual será o valor das vendas para os próximos quatro meses?
Se sua empresa já trabalha com a previsão estabelecendo as metas de vendas, sua tarefa torna-se mais simples: basta calcular o valor que sua empresa espera vender nos meses seguintes.
Caso contrário, considere as vendas realizadas no mesmo período do ano anterior como ponto de partida.
Com base nas vendas passadas e expectativas de crescimento, é possível projetar futuros negócios.

Exemplo – previsão de vendas:
Mês 1 e 2 = R$60.000,00/mês; mês 3 = R$75.000,00 e mês 4 = R$69.000,00.
Condições de recebimentos das vendas: 10% à vista; 40% com 30 dias; 40% com 60
dias; 10% com 90 dias.
Com base nessas informações, você prepara a previsão dos recebimentos das vendas, ou seja, o período (dia, semana, mês) em que os recebimentos das vendas ingressarão no caixa da empresa.
Para preparar a previsão dos recebimentos, vamos elaborar a planilha auxiliar para Previsão de Recebimentos.

post120

4.2 PREVISÃO DE COMPRAS E OS RESPECTIVOS PRAZOS DE PAGAMENTO AOS FORNECEDORES
Utilizando as informações da Malharia Alfa, sabemos que o custo das matérias-primas representa 35% do valor das vendas.
Os prazos para pagamentos aos fornecedores serão: 30% à vista; 20% com 60 dias;
40% com 90 dias; 10% com 120 dias.
Em primeiro lugar, precisamos calcular a previsão ou metas de compras mensais:

post121

É importante você ficar atento quanto ao montante de compras a ser efetuado. De modo geral, as compras têm relação direta com a quantidade a ser produzida ou total de vendas.
Para evitar que a empresa fique com estoque excedente, as metas de compras não
devem ultrapassar a previsão de consumo, ou seja:
Consumo de matérias-primas para as indústrias ou serviços;
Custo das mercadorias vendidas (CMV) para o comércio.
Estabelecida a meta de compras, e conhecendo os prazos para pagamento aos fornecedores, o próximo passo será elaborar a planilha auxiliar para calcular o pagamento das compras.

post122

4.3 LEVANTAMENTO DOS VALORES A RECEBER DE CLIENTES
Se a empresa vende a prazo, como é o caso da Malharia Alfa, então ela tem valores a receber de seus clientes.
Os controles de contas a receber fornecerão as informações para o fluxo de caixa, ou seja, os valores do contas a receber serão levados para a planilha do fluxo de caixa.

post123

Se parte da sua clientela costuma atrasar os pagamentos, então, procure descobrir esse índice de atraso (inadimplência), para que sua previsão de recebimento não fique furada.
Caso constem nos controles de contas a receber valores já vencidos e de difícil recebimento, não os inclua no fluxo de caixa, pois isso resultará numa previsão irreal, já que dificilmente aqueles créditos serão recebíveis.
Se a empresa já descontou cheques pré-datados ou duplicatas no banco, então esses
valores já foram recebidos. Considere somente os valores que efetivamente entrarão no caixa da empresa.

4.4 LEVANTAMENTO DOS COMPROMISSOS A PAGAR
De maneira similar ao tópico anterior, levante, por meio dos controles de contas a pagar os compromissos que a empresa tem com fornecedores, impostos, financiamentos e as despesas operacionais que ocorrem todos os meses, como folha de pagamento, encargos mensais sobre a folha de pagamento, aluguel, energia, telefone, retiradas dos sócios, serviços de contabilidade, para citar os principais.

post124

4.5 LEVANTAMENTO DAS DISPONIBILIDADES FINANCEIRAS EXISTENTES
Na data da preparação do fluxo de caixa, levante as disponibilidades financeiras da empresa, como dinheiro em caixa, cheques para depósitos, aplicações financeiras de resgate imediato, outras aplicações de curto prazo.
Na preparação do fluxo de caixa, o total das disponibilidades existentes será o saldo
inicial de caixa.
Para a Malharia Alfa, o Sr. Fonseca verificou que as disponibilidades financeiras à época da elaboração do fluxo de caixa foi de R$4.250,00.
Verificamos que o Sr. Fonseca já preparou todos os dados necessários para o fluxo de caixa. Agora, a tarefa dele será digitar os dados na planilha, e em pouco tempo ele terá a projeção de caixa da Malharia Alfa.

post125Fonte: Manual Como Elaborar Controles Financeiros – SEBRAE

Para finalizar gostaria de indicar um controle de caixa que pode ser testado gratuitamente para controlar seus negócios.
Clique aqui e conheça e conheça esta soluções.

MOVIMENTOCAIXA_336X280

Caso tenha algum assunto de seu interesse que ainda não publicamos, é só deixar um comentário.

ControleNaNet
www.controlenanet.com.br
contato@controlenanet.com.br

 

Anteriores

Organizando os Controles Financeiros – Parte 2

Próximo

O Que é Capital de Giro?

2 Comentários

  1. PATRICIA

    GOSTARIA DE SABER QTO SAI O PROGRAMA

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén