Ninguém está isento de inadimplência por parte dos bons e maus pagadores. Todos já nos deparamos com sitações, onde vendemos algum produto ou serviço e não recebemos conforme previsto.

Pode ter sido o recebimento de notas promissórias, duplicatas, cartões, pendências de prestação de serviço e mão de obra, carnês, cheques sem fundos ou sustados, etc.

E quando isso acontece a solução é partir para a cobrança.

Cobrar dívidas atrasadas é uma missão que exige conhecimento. O índice de inadimplência em grandes empresas normalmente é baixo, porque além da análise
de risco na concessão do crédito, também existe um departamento de cobrança que trabalha com profissionalismo.

E quando se trata de receber, a primeira coisa que se deve tem em mente é que a dívida deve ser cobrada.
Parece óbvio, mas muitas vezes não é o que acontece.

A possibilidade de se receber é muito maior quando a cobrança é feita com rapidez.
Existem técnicas que indicam que a cobrança deve ser inicada no dia seguinte ao atraso.
A partir deste dia a cobrança deve ser efetuada sequencialmente,  em períodos de tempo que variam de acordo com o cliente, sendo que a intensidade e rigidez deve aumentar progressivamente.

Acontece que quando o cliente encontra-se em dificuldades financeiras, irá quitar quem está cobrando primeiro.
Com o passar do tempo, aumentando sua possibilidade de insolvência, os credores retardatários não serão pagos.

É muito mais fácil receber logo no início. Com o passar do tempo, a possibilidade de acordo se torna mais complexa com possibilidade de amargar o prejuízo.

Porém como dissemos para que você tenha sucesso é necessário que conheça todas as técnicas envolvidas durante o ciclo da cobrança.

Para saber mais sobre cobrança recomendamos que clique aqui,  porque assim você vai conhecer a obra Vendi e Não Recebi. Este material contém inúmeras dicas sobre cobranças, modelos de fichas de clientes, emails para cobranças e contratos de prestação de serviços.

No próximo boletim informativo, estaremos trazendo mais dicas para você.

ControleNaNet
www.controlenanet.com.br
contato@controlenanet.com.br